Leia mais no Oficina da Net: Redirecionamento em JavaScript Córrego Samambaia ~ Blog Samambaia DF

7 de dez de 2009

Córrego Samambaia

O Córrego Samambaia, que deu nome à cidade, nasce atrás das quadras 127 e 327. O arquiteto José Alis conta que em 1989, quando começou o assentamento, muita gente se deslocava para pegar água. “Água pura, da nascente, para beber. Outros até tomavam banho, mais ali na frente. Era um local muito agradável. Era o tesouro da cidade. Não é à toa que a cidade pegou o nome de Samambaia. A nascente tinha muitas samambaias.” A natureza mudou e está ameaçada pelo avanço das construções e do lixo. As samambaias já sumiram. “Isso aqui é natureza viva, brotando. É vida. E eu fico chateado quando vejo uma área que era limpa e hoje está assim suja. Ainda dá pra salvar, porque ainda não tem grandes poluentes de indústria, de hospital, de esgoto. Mas é preciso dar uma atenção especial”, alerta José. Para tentar preservar a área, num raio de 6km da nascente, todos os meses um grupo de escoteiros faz um mutirão ecológico pelos afluentes do Córrego Samambaia. Primeiro vem a conscientização. “Nosso trabalho é deixar o lugar melhor do que o encontramos. Correto?”, ensina o diretor do grupo de escoteiros, Henrique Carvalho. Depois, é hora de por a teoria em prática. “A importância maior é a da preservação. Precisamos deixar um mundo melhor para os nossos filhos e filhos melhores para o nosso mundo”, acrescenta Henrique. Há três anos nesse trabalho, Lucas já encontrou de tudo poluindo os córregos. “Já achei mangueira de incêndio, pneu, garrafa pet vazia, sacolas, blusas, camisas, calça, essas coisas. É muito triste. Mostra que a gente não tem cuidado com as nossas coisas. Precisamos ter mais cuidado”, afirma Lucas Henrique Carvalho, 12 anos. Além de coletar o material, eles também multiplicam conhecimentos que podem salvar a história de Samambaia. “Próximo ao córrego nascem frutos e plantas e todos devem ter cuidado para não jogar mais lixo”, lembra João Ulisses Ribeiro, 11 anos. A administração regional disse que não tem nenhum projeto para despoluir o Córrego Samambaia. Mesmo assim, já comunicou ao Instituto Brasília Ambiental (Ibram) da necessidade de limpar e preservar a região.

0 comentários:

Twitter Facebook YouTube Orkut