Leia mais no Oficina da Net: Redirecionamento em JavaScript HRSam continua interditado ~ Blog Samambaia DF

12 de jun de 2010

HRSam continua interditado

Sem poder mostrar o rosto, uma funcionária do Hospital de Samambaia confirma as condições precárias que os médicos trabalham. Além de não conseguir atender todos os pacientes, volta e meia falta material básico como sondas, álcool e cateter. “Material de grande porte como, por exemplo, tomografia, ventilação não invasiva, melhores respiradores é uma coisa que a gente já está até meio descrente de conseguir. Diariamente, é uma luta que a gente passa, é muito frustrante”, afirmou. Pela primeira vez, o Conselho Regional de Medicna interditou um hospital no DF por falta de condições de trabalho. Nesta quarta-feira, dia 09, pouca gente procurou a emergência. Os casos mais graves foram transferidos para outros hospitais. Já quem precisou de clínica médica e pediatria buscou atendimento em Taguatinga e Ceilândia. “Lá não tem médico, não tem pediatria e nem clínica médica. Nem passamos por lá, fomos direto para Taguatinga mesmo”, disse a dona de casa Marisa da Silva. Mas o problema não é de hoje. De acordo com a direção do Hospital Regional de Taguatinga, há dois meses que os pacientes de Samambaia são encaminhados para lá e, mesmo com parte do pronto-socorro em reforma, os atendimentos de emergência chegam a quase 800 por dia. “Toda vez que a gente vai é a mesma coisa: não tem pediatria, não tem clinica médica. Sempre sem atendimento: não tem médico!”, contou a dona de casa Mayara Viana. A Secretaria de Saúde prometeu que até sexta-feira, dia 11, onze clínicos, sete pediatras e três anestesistas começam a trabalhar em Samambaia. Mas isto não garante a volta imediata do funcionamento do hospital. Antes, o Conselho Regional de Medicina vai fazer uma nova fiscalização para saber se o aumento no número de médicos e as melhorias na estrutura são suficientes para a reabertura das áreas interditadas. A Secretaria também anunciou a compra de equipamentos, ampliação da radiologia e um tomógrafo funcionando em breve. Lívia Veiga / Luiz Gonzaga Pinto Fonte: dftv.globo.com

0 comentários:

Twitter Facebook YouTube Orkut