Leia mais no Oficina da Net: Redirecionamento em JavaScript Escola de futebol retira jovens da marginalidade em Samambaia ~ Blog Samambaia DF

4 de set de 2010

Escola de futebol retira jovens da marginalidade em Samambaia

Voluntários se esforçam para tirar jovens do crime. Segundo a polícia, menores infratores vêm ocupando o lugar dos adultos e praticam crimes cada dia mais violentos, como assalto à mão armada. Os adolescentes que se envolviam mais em brigas e furtos, agora, praticam roubos armados. Em Samambaia, dois homicídios registrados em abril foram cometidos por meninos menores de 18 anos. Segundo uma moradora que não quis se identificar, a briga entre adolescentes de grupos rivais espalhou o medo nas quadras 600, 800 e 1000. “Briga, ameaça, dá morte, prejudica os inocentes também”, conta. Grande parte desses crimes tem relação com o tráfico de drogas. Para o comandante da PM de Samambaia, Coronel Gilson Leal, punições brandas têm dificultado a ação da polícia. “O menor hoje tem consciência de que dificilmente ele ficará detido por um longo prazo e, infelizmente, comete vários delitos. E fala na cara do policial ‘eu sei que não vai dar nada e eu vou voltar para rua’”, relata o Coronel. Iniciativas simples podem ajudar a mudar esse cenário. Em Samambaia, o ex-jogador de futebol Márcio Santos criou uma escolinha para meninos de seis a 17 anos, que já está com 330 alunos. Com a ajuda de voluntários, a escolinha consegue com que muitos jovens vejam na bola mais do que um futuro profissional. Dois adolescentes já foram jogar em São Paulo. “Hoje, eu tenho a mente cheia, preocupada com a escolinha e os estudos, faz muita diferença”, conta um estudante. O trabalho feito pelos voluntários de Samambaia atende, de graça, a mais de 100 menores, e ainda há vagas. Mais informações pelo número 9244 9737.

Fonte: dftv.globo.com

0 comentários:

Twitter Facebook YouTube Orkut