Leia mais no Oficina da Net: Redirecionamento em JavaScript Rogerio Rosso visita UPA de Samambaia ~ Blog Samambaia DF

31 de dez de 2010

Rogerio Rosso visita UPA de Samambaia

Nesta quinta-feira (30), o governador do Distrito Federal, Rogério Rosso, e a secretária de Saúde, Fabíola Nunes Aguiar, visitaram a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia. O centro de atendimento médico está pronto e equipado e deverá ser inaugurado no início do próximo ano. A expectativa é que no local sejam atendidos cerca de mil pacientes diariamente nas especialidades de ortopedia, clinica médica, pediatria e odontologia.

O governador declarou que a UPA de Samambaia irá complementar o atendimento do Hospital Regional, principalmente na emergência. Rosso afirmou que gostaria de ter entregado a unidade durante a sua gestão e que trabalhou muito para que isso fosse possível.

“Se esse fosse um governo de holofotes teríamos entregado a Upa antes de todos os detalhes estarem acertados. Agora entregamos com tudo pronto, para que o próximo governo inaugure o quanto antes para a população”, afirmou.

A secretária de Saúde explicou que a equipe se preocupou com todos os detalhes, desde a humanização, privacidade e conforto de todos. A secretária ainda destacou que as Upas são feitas em locais estratégicos para atender a necessidade da população. “Temos toda esta estrutura aqui e ainda com a garantia de que poderemos contar com o Hospital Regional caso seja necessário”, enfatizou.

As UPAs oferecem para a população serviços de raio-X, laboratório para exames, aparelho de eletrocardiograma e atendimento pediátrico. No local são feitos os primeiros atendimentos em caso de problemas de coração ou enfermidades de maior risco. Depois do primeiro atendimento, os médicos analisam se é necessário encaminhar o paciente ao Hospital Regional ou então mantê-lo em observação por até 24 horas. A UPA também atenderá casos de pronto atendimento como pressão alta, febre, cortes e queimaduras.

A unidade contará com uma equipe de 150 pessoas entre ortopedistas, médicos clínicos, pediatras, dentistas, enfermeiros, auxiliares de enfermagem, auxiliares operacionais de serviços diversos, entre outros profissionais de saúde. O espaço conta com 10 leitos de observação 24 horas para clinica médica, um leito de isolamento, um box com quatro leitos de emergência (sala vermelha) e uma sala de medicação com oito leitos para nebulização e seis leitos para medicação rápida.

A estratégia de atendimento das UPAs está diretamente relacionada ao trabalho do Serviço Móvel de Urgência (Samu), que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado.

Fonte: Agência Brasília

0 comentários:

Twitter Facebook YouTube Orkut