Leia mais no Oficina da Net: Redirecionamento em JavaScript Cultivo de tilápia do nilo (oreochromis niloticus) em efluente do sistema de lagoas de estabilização da estação de tratamento de esgotos de Samambaia-DF ~ Blog Samambaia DF

27 de set de 2011

Cultivo de tilápia do nilo (oreochromis niloticus) em efluente do sistema de lagoas de estabilização da estação de tratamento de esgotos de Samambaia-DF

A utilização de esgotos sanitários pode oferecer oportunidades de natureza econômica, ambiental e social. Com base nisso, o objetivo desta pesquisa foi buscar formas de viabilizar a criação e a produção de tilápia do Nilo (Oreochromis mlotieus) com emprego de esgotos sanitários tratados por sistema de lagoas de estabilização, nas condições atuais da ETE Samambaia - DF. para que se pudesse ter um índice de mortandade inferior ao observado em pesquisas anteriores realizadas no local. A pesquisa foi desenvolvida na Unidade de Piscicultura de Samambaia (UPS) e foi dividida em duas fases, sendo que a primeira teve o objetivo de tentar reduzir a concentração de aniônia (que estava muito alta. em torno de 32 mg/L) em um sistema de tone de arraste de aniônia construído e instalado na unidade e operado em sistema de alimentação contínua. Como a remoção média foi cerca de 19% optou-se em fechar a entrada de esgoto tratado dos tanques (TI e T2) e monitorar o comportamento da amônia no interior desses tanques. Observou-se uma queda significativa, a partir do 14° dia atingindo em T2 valores abaixo do reportado por Buras (1997) que é de 8 mg/L por tal fato resolveu colocar 300 peixes previamente pesados e medidos nesse tanque, entretanto, devido a uma combinação de fatores (baixo OD. alto pH e elevada amônia) observou-se mortandade de 100% dos exemplares alocados. Com isso. foi necessário reformular a metodologia dando início à fase II onde os tanques abastecidos com esgoto foram cheios com água potável e alimentados diariamente em sistema de batelada a fim de tentar manter nos tanques a taxa proposta por Mara et ai. (1993) de 4 Kg NT/ha.dia. Os parâmetros monitorados foram: NTK (mg/L), NÜ4+ (mg/L), NH3 (mg/L). NOx (mg/L). P04 (mg/L), SST (mg/L), Clorofila-a (ug/L), Temperatura (°C), Oxigênio Dissolvido (mg/L), pH, Alcalinidade (mg CaCO^/L). Condutividade (uS/cm), Coliformes Totais e Termotolerantes (NMP/100 ml), DBO (mg/L) e DQO (mg/L). Ao final do experimento retirou-se 15 peixes do tanque que era abastecido com esgoto e 10 peixes do tanque que era abastecido com água potável e ração, para serem submetidos a análises microbiológicas na carne e pele. conseqüentemente, esvaziou-se T2 para analisar a sobrevivência obtida, pode-se observar 85% de sobrevivência de peixes nesse tanque e as fêmeas estavam em fase de desova, por tal fato os peixes foram transferidos para TI para que continuassem a reprodução. As análises microbiológicas mostraram que para os parâmetros Salmonella sp., E. Coli e Estafilococos coagitlase positiva os peixes apresentaram condições higiênico-sanitária satisfatória para consumo humano. A taxa média de aplicação de nitrogênio em cada tanque foi de 4,5 Kg NT/ ha.dia, próxima da reportada na literatura com vazão média de alimentação de 3,5 111 /dia.tanque.

Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, 2008.

ENC - Mestrado em Tecnologia Ambiental e Recursos Hídricos (Dissertações)

Fonte: http://hdl.handle.net/10482/8952

0 comentários:

Twitter Facebook YouTube Orkut